Essa é a pergunta que eu mais recebo na vida depois que trabalhei na Disney pela primeira vez! E aqui eu vou contar absolutamente tudo o que você precisa saber para se tornar um cast member e trabalhar na Disney com o programa Disney Cultural Exchange Program, ou ICP, como era chamado antigamente! De quebra, vou contar também um pouco sobre a vida que você vai levar durante o intercâmbio. Se prepare porque o post é longo, não sei brincar de falar pouco sobre a melhor experiência da minha vida. O lado bom é que é essa matéria é um guia bem completo, e dá pra sair daqui com a sua inscrição já feita para ir ainda esse ano!

AVISO:
O intercâmbio de trabalho na Disney muda a sua vida completamente. Esteja psicologicamente preparado para não só viver a melhor experiência de todas, mas também para, ao voltar, sentir falta da sua rotina, da sua casa, dos seus colegas de apartamento, dos colegas de trabalho e dos amigos que moram mundo à fora. Isso é pelo resto da sua vida. Não é fácil voltar à realidade, especialmente sabendo que tudo o que você passou por lá foi muito mais do que um sonho. São só 3 meses, mas eles transformam uma vida inteira. Não diga depois que eu não avisei!

 


INTERCÂMBIO NA DISNEY
Disney Cultural Exchange Program

O Disney Cultural Exchange Program ou, como era conhecido antigamente, Disney International College Program (ICP) é um programa de intercâmbio remunerado voltado para universitários. Nele o participante tem a oportunidade de trabalhar durante as férias de verão no Brasil nos parques e hotéis do complexo Walt Disney World Resort em Orlando, na Flórida.

Eu sei que a idéia de passar as férias de verão inteiras na Disney e ainda ser pago pra isso parece até mentira de tão incrível, mas é real! Agora, pensa na ideia de trabalhar e se divertir ao mesmo tempo! Ao longo do programa você ganha noções de hotelaria, gastronomia, relações internacionais e administração de empresas e, de quebra, aprimora ainda mais o seu inglês convivendo com jovens de vários países. É uma experiência que te traz aquilo que nenhum curso acadêmico tradicional consegue: o aprendizado de saber lidar com as pessoas das mais diferentes origens, culturas, idades e costumes. E isso é algo que faz a diferença em qualquer currículo, independente da sua formação.

Inúmeras vantagens, e uma única lição: a de voltar para casa com a cabeça aberta e certo de que ser bem sucedido na vida é fazer o que gosta. Tudo isso ensinado pela maior e mais respeitada empresa de entretenimento do mundo!

QUANTO DURA E QUANDO COMEÇA?

O programa dura de 9 a 11 semanas, e você ainda tem direito a passar mais 30 dias viajando pelos Estados Unidos, no chamado Grace Period. Eu juntei meu dinheirinho lá em Orlando e fui ficar 15 dias em NY no meu Grace Period, mas tem gente que opta por viajar para a Califórnia ou pra Las Vegas também! Use esses 30 dias como bem entender! Inclusive, nem use, se não quiser.

Geralmente são disponibilizadas 3 ou 4 datas de embarque, normalmente de meio de Novembro a fim de Janeiro, ou fim de Novembro a meio de Fevereiro.

A data de embarque é pré-determinada pela Disney, sem possibilidade de troca, remanejamento ou remarcação. Se você não quiser/puder ir na data para qual você foi chamado, eles chamarão outra pessoa no seu lugar.

As inscrições pra embarcar ainda em 2018 começam em breve, e você confere o link com as datas e locais do processo seletivo no final da matéria!


PRÉ-REQUISITOS

• Ter no mínimo 18 anos até a data de início do processo seletivo;
• Ter inglês fluente (ou pelo menos se fazer entender, sem nervosismo);
• Ser estudante universitário regularmente matriculado em curso de bacharelado presencial reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e com calendário acadêmico regular;
• Estar cursando entre o segundo e o último período acadêmico;
• Ter disponibilidade para iniciar e completar o programa a partir de meados de novembro até o começo de março do ano seguinte;
• Possuir condições financeiras para custear bilhete aéreo de ida e volta, seguro de saúde internacional exigido pela Disney, as primeiras duas semanas de acomodação, taxa assessement fee (valor revertido para conservação do condomínio, eventos etc) e  despesas de visto (total de cerca de US$2000);
• Estar apto a morar com participantes do programa vindos de diferentes países e culturas;
• Ser extrovertido, alegre e flexível.

Você não estará apto a participar se estiver cursando um tecnólogo ou uma pós graduação, nem adianta insistir.

– Não tenho os pré-requisitos 🙁

Se você não tem algum dos pré requisitos e ainda quer ter a experiência de morar em Orlando, eu tenho exatamente o que você precisa! Que tal morar em Orlando, Miami ou Fort Lauderdale, viver o sonho americano e de quebra fazer aulas de inglês meio período com alunos do mundo todo? Você vai poder aproveitar tudo o que a Florida tem a oferecer pelo tempo que você quiser ficar por lá, começando seu curso em qualquer semana do ano.

Pra essa experiência eu indico a Descubra o Mundo Intercâmbio, a maior agência online de intercâmbio da América Latina. Além de você poder contar com uma equipe super afinada que entende TUDO de intercâmbio (só pra você ter idéia, o Bruno, CEO da empresa, já viajou pra mais de 40 países), você vai encontrar certamente o melhor preço, já que a agência online não tem os gastos que uma loja física tem, o que acaba se revertendo em desconto para o seu intercâmbio. Eu já trabalhei na Descubra o Mundo e indico pra todo mundo, podem confiar! E, se por um acaso você conseguiu algum orçamento mais barato (nossa, duvido, duvido mesmo), basta enviar pra eles e aguardar a contra proposta.

Se você não quiser exatamente Orlando, Florida, ou mesmo Estados Unidos, a Descubra o Mundo tem mais de 16 mil (!!!!) opções de combinação para o seu de intercâmbio, algumas delas até de estudo e trabalho. Clique para ver todas as opções disponíveis:


QUANTO CUSTA?

Você não paga nada para participar da seleção, apenas se passar e aceitar a posição oferecida. Seguem os gastos:

• Application fee: US$354,50
Essa application é a soma dessas despesas:
– Assessment fee: US$154,50
– Accommodation fee: US$200 (depósito adiantado referente às duas primeiras semanas de acomodação)
• Passagem aérea: entre US$500 e US$1000 (varia com a data, origem e escalas)
• Assistência médica: cerca de US$300
• Visto (J1 Summer Work & Travel): US$160
• SEVIS fee: US$35
• Antecedentes criminais: R$25,00
• Leve com você para sobreviver nas duas primeiras semanas: US$400 a US$600 dólares

Valor total: aproximadamente US$2000,00

A sua primeira semana envolve uma série de palestras e horários livres de adaptação. Mesmo com os treinamentos sendo remunerados, eles só devem acontecer ao final dessa semana, e seu pagamento vai ser bem baixo. O bom é que o aluguel já está pago pelas duas primeiras semanas, e como você levou um dinheirinho extra, não vai passar necessidade. Logo logo você começa a ganhar e vai poder curtir bastante! 🙂


QUANTO EU GANHO?

Depende da sua função, mas o salário mínimo em 2018 é de US$10,00 a hora, e você terá direito a um cronograma com, no mínimo, 30 horas por semana. Durante as semanas mais cheias você pode esperar mais horas de trabalho, e consequentemente um pagamento mais gordinho! Se você fizer over time vai receber 1,5x o valor da sua hora, e se fizer double time ganhará 2x o valor da hora, por hora trabalhada. Existem algumas regras quanto a isso, não dá pra você trabalhar 70 horas na semana só porque você quis, por exemplo, mas talvez você seja escalado pra isso! Fique tranquilo que o seu superior vai explicar tudo.

Não vá com a expectativa de que você voltará rico para o Brasil, e se dê por satisfeito de ganhar o valor que você investiu pra ir. Conheço gente que voltou com iPhone, iPad, notebook e ainda fez viagem depois do programa, e gente que foi com uma lista gigante de compras e não levou nem metade do que gostaria. O que está valendo aqui é a experiência, que vai agregar muito no pessoal e no profissional.


NO QUE VOU TRABALHAR?

Na Disney você não é um funcionário, e sim um membro do elenco, ou um cast member. Portanto, você também não tem uma função, e sim um papel, uma role. É como se os parques e resorts fossem um grande palco, e nós somos responsáveis pelo show e por fazer a magia acontecer! 

Atualmente são oferecidas 7 roles. Você pode escolher qual se adequa melhor ao seu perfil, mas esteja flexível para eventualmente acabar caindo com outra role. Afinal, você pode dizer o que prefere, mas a Disney é quem avalia se você de fato se enquadra na sua opção.

Maior burrice do mundo: desistir do programa porque não passou na role desejada. Você realmente vai perder a oportunidade de ter a maior empresa de entretenimento do mundo no seu currículo, de fazer amigos do mundo todo, de ir de graça quando você quiser para os parques e vivenciar outra cultura, só porque caiu numa role que você considera ruim? Olha, meus pêsames. De verdade. Você acaba de jogar no lixo uma oportunidade incrível de crescer em todos os aspectos simplesmente porque ficou com frescura. Falo mesmo. Sai dessa zona de conforto!


Experiência prévia:
A Disney é o primeiro emprego da maioria das pessoas que tentam esse programa, então não se preocupe caso você não tenha experiência. Basta ter vontade de aprender!

Muitos blogs e sites listam vantagens e desvantagens sobre as roles. Achei que não era interessante fazer o mesmo, já que vantagens e desvantagens são mais uma questão de opinião do que de fatos. Ser uma role mais parada pode ser uma desvantagem pra quem escreveu, mas também pode ser exatamente o que você está procurando.  É fato que todas as roles tem seu lado bom e seu lado ruim. O segredo é escolher aquela que a idéia geral mais bate com o seu perfil!!

Se você é Alumni: se você já fez o ICP/CEP e quiser dividir com a gente a sua experiência, utilize o campo de comentários no final da matéria e escreva o que você achar bacana de dividir com os futuros cast members! Sua experiência vai fazer toda a diferença! 😀

Seguem as roles disponíveis:

Attractions & Operations

Essa foi a role para a qual eu fui selecionada no meu programa! Ela é dividida em duas funções: Attractions e Operations, mas você só sabe qual realmente vai fazer quando chegar lá. Aqui é inevitável: você vai trabalhar fixo em um dos 4 parques da Disney.

Attractions – O cast member trabalha nas atrações do parque, podendo ficar fixo em uma ou trabalhar em até três atrações da mesma área. O Cast Member pode rotacionar nessa role várias vezes ao dia. Algumas dessas posições comuns a praticamente todas as rides são:

– Greeter: ficar na entrada da atração dando informações e direcionando os guests para a fila comum ou de Fastpass+;

– Fastpass: verificar a validade do fastpass+ do guest e liberar a entrada;

– Load: controlando o embarque na atração, vendo quantas pessoa entram, as travas de segurança, ligar/desligar o brinquedo, etc;

– Unload: ajudar os guests a sair da atração, verificar se todos deixaram a atração, etc.

Algumas atrações mais complexas possuem mais posições ou mais pessoas por posição.

Operations – O mais comum entre os Operations é trabalhar como:

– Park Greeter: o cast member fica nos totens de entrada auxiliando a entrada dos guests, ensindo a utilizar os ingressos, posicionar o dedo para a leitura e liberação da catraca e dando informações para os recém chegados. Esse é o primeiro contato que o guest vai ter durante o dia dele no parque, portanto o impacto desse contato vai marcar e muito! É dele a responsabilidade desse impacto, que deve ser positivo.

– PAC, ou Parade Audience Control: aqui o Cast Member é responsável por organizar a platéia nas paradas e shows, fazendo as marcações no chão de onde os guests podem ficar, criando rotas de fuga, não deixando guests atravessarem na frente dos carros das paradas, direcioná-los para as áreas de travessia, orientar os guests na hora de pegar ônibus para os hotéis, etc.


Character Attendant

O Character Attendant é o cast member que vai trabalhar diretamente com os personagens. É uma role bem variada, pois o local de trabalho pode ser qualquer um dos 4 parques, e auxiliando simplesmente tooodos os personagens da Disney! É uma role que demanda pulso firme, e saber falar aquele não com jeitinho. Acho que é uma das roles mais difíceis nesse aspecto, mas definitivamente uma das mais gratificantes! Ser pago pra passar o dia brincando com o Mickey ou com o Donald é pra poucos!

O Attendant é responsável por:
– Abrir e fechar a fila para os guests conhecerem um personagem em um determinado espaço de tempo, também controlado por ele;
–  Assegurar e proteger o personagem durante todo o tempo, pois a costume, ou fantasia, impede que o Performer consiga ver e se defender com facilidade contra guests mais… efusivos, digamos assim;
– Ajudar os Performers a se vestir.


Character Performer

São as peças chave do show, as estrelas! Aqui o cast member dá a vida a personagens da Disney, interagindo com os guests, tirando fotos, distribuindo autógrafos, abraços e carinhos. O cast member recebe no treinamento aulas de linguagem corporal e interpretação, além de autógrafos do personagem que for interpretar. Os ICPs podem ser apenas Fur Characters, ou seja, personagens ‘de pelúcia’, como Pluto, Pateta, Tico e Teco, etc, não podendo interpretar personagens conhecidos como ‘face characters’, as princesas ou o Peter Pan, por exemplo. É preciso saber desde já que essa role é muito difícil de ser conseguida pois a altura adequada para cada personagem é um fator muito determinante. Você precisa ter entre 1,55 e 1,85 pra conseguir alguma opção, e existem personagens específicos para cada faixa de altura. Uma pessoa que interpreta o Donald, por exemplo, jamais vai interpretar o Pateta. Uma coisa bem bacana é que nessa role você vai trabalhar em todos os parques da Disney e em diversos resorts que oferecem refeições com os personagens.


Custodial

São os responsáveis pela manutenção e limpeza dos parques e resorts durante o período de funcionamento. Esse trabalho acumula basicamente dois tipos de location:  streets e restrooms, podendo variar diariamente.

Streets: O Cast Memer se responsabiliza por uma determinada área do parque/hotel e deve:
– percorrer a mesma com pá e vassoura, verificando se há lixo no chão e varrendo quando necessário;
– verificar as latas de lixo para que não transbordem e substituir o saco sempre que necessário;
– fazer a trash run no fim do dia, que é quando o custodial pega um carrinho e esvazia todas as lixeiras de sua área, deixando o parque pronto para o dia seguinte.

Restrooms: Neste caso o Cast Member é responsável por um ou mais banheiros, geralmente entre um e três, dependendo do tamanho/fluxo de cada um. Ele deve:
– andar pelos banheiros checando se há sujeira ou papel no chão e varrendo quando necessário;
– verificar se há algum suprimento (papéis e sabonete) faltando, e repor sempre que for preciso.

Diferente de todas as outras roles, aqui você trabalha individualmente. Você tem sua área pra cobrir, e a responsabilidade é sua. Se enquanto você não tem “ninguém pra conversar” porque trabalha sozinho, por outro lado você vai interagir com os mais de 50 mil visitantes (podendo chegar a 120 mil hahah), passeando pelos parques e até consegue ver os fogos! E na boa, isso é um privilégio!

 


Full Service / Seater

Aqui você pode trabalhar em restaurantes do tipo table, ou seja, os restaurantes no qual a pessoa tem mesa definida e é atendido por um garçom, pelos parques e hotéis. Mas você não fará um trabalho de garçom! Aqui você vai apenas receber o visitante, fazer o check in e conduzí-lo até a mesa, e às vezes ajudar a montar a mesa para a próxima família (colocar pratos, guardanapos, talheres, etc).


Merchandise

O cast member de merchandise vai trabalhar em alguma das lojas espalhadas pelo complexo Disney, podendo ser em um dos 4 parques temáticos, 2 parques aquáticos, 25 hotéis/resorts ou mesmo Disney Springs. Merchan é uma role que funciona com rotações como Attractions e Quick, onde o Cast Member terá diferentes funções ao longo do dia. As posições mais comuns de merchan envolvem ficar no estoque entregando o que falta na loja para o responsável em repor as mercadorias, trabalhar nos caixas, organizar os produtos que estejam fora do lugar, ficar na porta da loja dando informações, etc! Como merchan também é possível que o Cast Member trabalhe no aluguel de carrinhos de bebê e veículos motorizados, ou em quiosques que vendem as fotos tiradas em atrações, bem como wagons temporários em saídas de show. É uma role com muita interação com os visitantes, e tem a vantagem de ter um treinamento genérico, sendo possível que você trabalhe em absolutamente qualquer loja do Complexo Disney!

 


Quick Service Food and Beverage

Aqui você trabalha com a venda de alimentos do tipo fast food. O cast member pode trabalhar indoor (dentro de algum restaurante de fast food) ou outdoor (nas barraquinhas com pipoca, sorvete, etc). Essa role também possui muitas rotations durante o dia, em posições que variam entre caixa, montar de bandejas com os pedidos e entregá-las aos guests, fazer pipoca, limpar mesas, retirar o lixo das latas dentro do restaurante, repor guardanapos, canudos e toppings (condimentos).

O quick indoor pode ficar no balcão e ter contato com o guests, mas em alguns momentos pode vir a trabalhar na cozinha. Trabalha muito em grupo e tem várias rotativos. No caso do outdoor, o trabalho é mais individual, em dupla ou trio em alguma barraca, o que diminui as possibilidades de rotação. Ele mesmo é o responsável por cobrar, montar o pedido e entregá-lo ao guest. Um quick outdoor não tem managers nem coordinators junto o tempo todo, possuindo uma maior liberdade no trabalho. Um fato: essa é a role na qual você menos fica parado, e com muita facilidade de horas extras.

 


PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo é feito em duas fases, e costuma ocorrer entre Maio e Agosto.

1ª Fase

Palestra informativa – você deverá comparecer à palestra de apresentação do programa. Nela são passadas informações importantes e a relação de documentos que você deverá providenciar caso queira continuar no processo seletivo, e você saberá um pouco mais sobre os locais onde você poderá trabalhar e morar durante a sua experiência.

Entrevista – você fará uma entrevista em inglês, em duplas ou em trios, com demais participantes brasileiros. A duração é de 20 a 30 minutos.

A primeira fase ocorre entre os meses de Maio e Junho. Todos os anos as cidades que recebem as palestras e entrevistas mudam um pouco. São Paulo e Belo Horizonte estão sempre garantidos, mas eles sempre buscam colocar cidades mais centrais para atender a demanda, como Goiania, Recife e Florianópolis. O ideal é se preparar com antecedência para um possível deslocamento.

Fique atento aos prazos de envio de documentos, informados na palestra.

2ª Fase

A segunda fase consiste em uma nova entrevista presencial com a equipe de recrutadores da Disney, vinda diretamente dos Estados Unidos. Você deverá agenda-la online e comparecer no local e horário marcado. As entrevistas costumam ser em Agosto, e dessa vez são individuais.

Dicas para as entrevistas
É uma entrevista de trabalho, então esteja bem vestido e dentro do “padrão” pra conversar com os recrutadores. O “padrão”, ou, como a Disney chama, o Disney Look, implica em esconder tatuagens, remover piercings, brincos além do primeiro furo, alargadores… Não precisa remover tudo pra sempre, apenas para o momento da entrevista. Porém, deixe claro que você possui tatuagens e piercings, e que está ciente de que não poderá trabalhar com eles aparentes.

Tente não ficar nervoso (apesar de ser impossível, eu sei)! Eles estão ali pra te ouvir, e farão o maior esforço do mundo pra te entender. Não tem pegadinha, eles realmente só querem te conhecer e analisar seu perfil. Vão querer saber porque você quer ir, por que você escolheu determinada role, por que não gostaria de fazer a que você deixou por último, se você é flexível, se tudo bem trabalhar aos sábados, domingos e feriados… Essas coisas. Não espere uma sabatina, é só um bate-papo. Um bate-papo no qual você estará sendo super analisado, mas ainda um bate-papo hahahah!

E eu sei que parece óbvio e blablabla, mas seja você mesmo. Se você for um personagem “ideal” para o trabalho, você pode até passar, mas certamente não vai gostar e aproveitar bem o programa. Os recrutadores são super experientes e sabem qual é a melhor role para o seu perfil. Se você passar pra algo que você não queria, dê uma chance e encare o desafio. Eu conheço um amigo que passou pra oitava opção dele, e ele simplesmente não imagina o que poderia ter sido melhor!

Aprovação

O resultado final costuma sair no final de Agosto, variando um pouco de ano pra ano.

Se você foi aprovado, PARABÉNS!! A maior aventura da sua vida estará prestes a começar! Você será informado da sua role e da sua data de embarque por e-mail.
Importante: Não adianta querer mudar nem a role nem a data. Uma das coisas que a Disney espera de você é flexibilidade. Se você não tem flexibilidade de aceitar a função que eles te deram no dia que eles escolheram, você não tem flexibilidade pra trabalhar pra eles. E eles não vão se importar muito, porque se você não quer, tem muita gente que quer no seu lugar!

Fui reprovado 🙁

Se você não foi aprovado ainda, nem tudo está perdido.

– Mas era o último ano que eu poderia tentar!
Quem quer, dá um jeito! O ano que eu tentei pela primeira vez era o último ano que eu tecnicamente poderia tentar. Mas eu fiquei de Standby e nunca fui chamada… Mas eu queria tanto fazer o programa que peguei menos matérias na faculdade em um determinado semestre e criei um semestre a mais pra mim, mantendo os pré-requisitos do programa, e assim pude tentar novamente. Te garanto que 6 meses a mais de faculdade valem cada segundo dessa experiência única.

Se você foi reprovado pelo inglês e sente que precisa dar uma praticada pra garantir esse pré-requisito, fala com o pessoal da Descubra o Mundo, tá sempre rolando promoção de intercâmbio! Rola fazer algum outro e se preparar melhor pro próximo ano.


ONDE EU VOU MORAR?

Se você é Alumni: você morou no Commons, Chatham ou Patterson e tem fotos bacanas do seu condomínio, apartamento e quarto? Poxa, manda pra [email protected] que eu coloco aqui no blog, e dou os créditos pra você! 🙂

 

A Disney divide os participantes em 4 condomínios: Vista Way, Chatham Square, The Commons e Patterson Court.

O aluguel varia de US$95 a US$130 por semana, dependendo do condomínio e do número de pessoas que moram no seu apartamento (quanto mais pessoas, mais barato fica). Nesse aluguel já está incluso também o transporte entre os condomínios e os parques, resorts, Disney Springs, shopping Florida Mall e supermercado Walmart.

Os apartamentos são divididos somente entre pessoas do mesmo sexo que você (e se você tiver alguma condição especial de gênero, basta escrever pra Disney que eles vão te acomodar da forma que você se sentir mais confortável).

Eles separam os roomies – seus colegas de apartamento –  em maiores de 21 anos (legalmente maiores de idade e que podem consumir álcool) e menores de 21 anos (nem cogite ter álcool no seu apartamento).

Existem apartamentos de 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8 pessoas.

Nos apartamentos de 2, 4, 6 ou 8 pessoas os quartos são sempre de duas pessoas, e você dividirá o quarto com mais uma pessoa apenas. Os apartamentos de 2 pessoas possuem apenas um banheiro. Os demais possuem sempre 2, e a pia fica sempre do lado de fora, pra otimizar o uso.
Os apartamentos com números ímpares de participantes tem sempre o maior dos quartos com uma beliche + cama tradicional, comportando então 3 pessoas. Nesses casos o aluguel fica mais em conta! 😉

os quartos com beliche acomodam bem até 3 pessoas

os quartos com beliche acomodam bem até 3 pessoas

Pode ficar traaanquilo porque mais perto do seu embarque você poderá indicar suas opções: qual condomínio, quantas pessoas por apartamento, se você quer beliche ou não, e pode até indicar um colega que você já conheça pra dividir com você. Claro, você sugere, e eles tentam te atender da melhor forma possível. No meu último programa eu e minhas roomies conseguimos um apartamento onde queríamos, com todas as pessoas que queríamos juntas e de quebra ainda era perto do ponto de ônibus e estava 100% reformado (sério, chegamos no ape tirando as etiquetas das coisas).

Basicamente, os apartamentos dos 4 condomínios são equipados da seguinte forma:

Quarto: cômoda com espelho, dois criados-mudos e duas camas twins ou beliche (roupa de cama e de banho não estão inclusas).
Sala de jantar: mesa com cadeiras (o número depende de quantas pessoas o apartamento acomoda, ninguém come de pé).
Cozinha: geladeira, fogão, micro-ondas, cesta de lixo, utensílios de cozinha (pratos, copos, talheres, vasilhas e panelas).
Sala de estar: sofá, poltrona, escrivaninha com uma cadeira, duas mesas de canto e uma mesa de centro.
Itens adicionais: cortina de chuveiro, cestas de lixo (cozinha e banheiros), telefone (chamadas locais para Orlando são gratuitas), serviço de manutenção (incluindo controle de pragas), serviços públicos (eletricidade, água e coleta de lixo), acesso à internet (cabo) e cabo para conectar TV local.
Itens do condomínio: laboratórios de informática, lavanderia, segurança e piscina. Dependendo do condomínio, quadras de basquete e vôlei.

 

Cada condomínio tem suas vantagens e desvantagens e, apesar de a infraestrutura ser bem parecida, eles são bem diferentes.
Enquanto o Chatham, o Commons e o Patterson fazem parte de um mesmo complexo em Little Lake Bryan e ficam lado a lado, o Vista Way fica mais afastado, mas compensa tendo farmácia 24h, fast-foods, restaurantes e mercadinho do lado, por exemplo. Vou falar um pouco mais sobre cada um pra que você consiga ter uma noção melhor das suas opções:

 

Patterson Court
É o mais novo e espaçoso entre os 4 condomínios, ficando próximo ao outlet Premium. A desvantagem do Patterson é que ele não possui ponto de ônibus próprio (apenas uma linha vai até lá, a do supermercado), e é necessário andar até o Chatham pra pegar o ônibus. Apesar de eles estarem próximos, às vezes você ficou 12h de pé trabalhando, voltou de pé no ônibus, e tudo o que você quer é chegar em casa, e ainda precisa andar mais. E às vezes tá só chovendo, isso já é caos o suficiente.

The Commons
O Commons fica exatamente na frente do outlet Premium, é literalmente só atravessar a rua. E o legal é que o outlet não tem só as lojas, mas uma praça de alimentação que quebra o maior galho. Ele tem uma vantagem muito grande sobre os demais: é o único que tem máquina de lavar dentro do apartamento, não havendo necessidade de sair de casa, andar ir até a lavanderia do condomínio e gastar uns trocadinhos pra lavar roupa. O lado ruim é que é o condomínio mais caro de todos pra se morar, mesmo oferecendo algumas opções de quartos com beliche. Fizeram recentemente um mercadinho lá, o que facilita pra quem tiver que comprar alguma coisa e não quiser ir até o Vista Way pra isso. Mas prepara o bolso, é tudo superfaturado!

Chatham Square
O Chatham é, na minha opinião, o mais bonito dos 4 condomínios. Os edifícios são uma graça, e os apes espaçosos, sendo bem tranquilo dividir em 8 pessoas. Ele tem ponto de ônibus próprio, e é lá que acontecem diversos eventos e festas especiais para os cast members durante o seu programa. Essa parte das festas é boa, mas também é ruim, porque acaba deixando o condomínio cheio e barulhento, dependendo do dia. Além disso, outro problema dele é que ele está ficando um pouco ultrapassado internamente. Alguns apes estão muito antigos, e o carpete nos quartos podem dar alergia.

Vista Way
Minha análise é bem imparcial, por isso digo: é o mais lindo e incrível e sensacional de todos, escolham ele. Tá, não é! HAHAHAH mas, pra mim é realmente o melhor deles por ter sido minha casa.
Apesar de ficar mais longe dos outros 3 condomínios que ficam bem próximos um dos outros, o Vista Way tem um Walgreens (farmácia e mercadinho 24h), um Wendy’s (fast food que cabe no seu bolso), um Chick Fill A (fast food bonzão também), o Cici’s (open de pizza a 5 dólares!), um Applebee’s e um Dolar Tree (loja onde tudo vendido a 1 dólar, tipo uma lojinha de 1,99 porém vamos todos chorar pois o dólar não está mais 1,99). Essas coisas podem não parecer uma super vantagem, mas experimenta chegar do trabalho às 2 da manhã, morrendo de fome e descobrir que seu roomie roubou seu último prato congelado! A única coisa ruim do Vista é uma coisa temporária: ele é o mais antigo dos 4 condomínios, e alguns apes estavam beeeeem velhos. Todos estão passando por reforma, e acredito que daqui a pouco já não haverão apartamentos antigos. O meu em 2012 tava meio caidinho, mas o de 2014 nós chegamos inaugurando a reforma e estreando tudo!

A sala do meu eterno Vista Way 1511


MINHA EXPERIÊNCIA

ICP

Eu fiz dois programas de trabalho com a Disney.
O primeiro foi o ICP, que eu expliquei aqui em cima pra você. Fui de 2012 pra 2013, e trabalhei no Epcot como Attractions!
Quem me conhece sabe que o Epcot é de longe meu parque favorito. Gosto tanto de lá, que na entrevista da segunda fase eu pedi pra recrutadora me colocar lá. Pra fazer isso precisa ter jeitinho, tá gente? Não rola impor nada, e a verdade é que eu teria amado meu programa de qualquer jeito.

No Epcot eu trabalhei em uma atração e em um show: Journey Into Imagination With Figment e Captain EO, ambos no Imagination Pavilion. Pra mim, que sou arquiteta e sempre sonhei com a carreira de Imagineer (Imagination + Engineer, os responsáveis por elaborarem as atrações da Disney), foi o ápice cair pra trabalhar bem com o mascote deles, o Figment!

No meu último dia pude tirar essa foto em um lugar super exclusivo que você passa durante o percurso do trem!

O Journey into Imagination With Figment é uma atração voltada para crianças, onde o dragãozinho Figment ensina os pequenos a usarem a imaginação através dos 5 sentidos. O Figment é o grande símbolo do Epcot, e você vai ver bastante coisa pra vender por lá com ele: canecas, camisetas, pelúcias, magic bands, bonés, brinquedos… a lista é longa, e até uma série da Marvel ele ganhou.

as pirâmides de vidro do Imagination Pavilion são vistas de qualquer lugar do parque!

Muita gente nem sabe quem é o Figment ou do que a atração se trata, e a resumem com “aquela atração de criança da música chata, pode ignorar e passa reto“.

A verdade é que o Figment é um ícone da infância de todos os americanos dos anos 80 e 90, porque as fitas VHS dos filmes da Disney exibiam curtas com as aventuras do dragãozinho. Chega muita gente pra entrar na atração que é “freak” pelo Figment! Boné, camiseta, pins, magic bands e de quebra levam até a pelúcia. É surreal. E o mais legal é que os pais passam o amor ao Figment aos filhos, e você vê muita criança que sequer assistiu aos VHS totalmente fissuradas nele. Na minha opinião, se você tem crianças ou se você simplesmente quer fazer um passeio de trem fofinho, é imperdível! A música é chiclete, eu confesso, mas é alto atral total! E o Figment é super bagunceiro, mas é uma gracinha. <3

o Figment não para quieto nem pra posar com o Mickey, socorro

o Figment não para quieto nem pra posar com o Mickey! hahahaha

Eu também trabalhei no Captain EO. O Captain EO era uma aventura espacial-musical 3D, onde o Michael Jackson protagonizava! Foi produzido pelo George Lucas, o criador do Star Wars, e o Francis Coppola, que também participou dos filmes da saga. A atração foi exibida originalmente em 1986, e retirada do ar em 1994. Em 2008, após a morte do cantor, a Disney resolveu fazer um tributo exibindo o filme novamente até 2015. Aqui também se via muita gente doida! Doida por ser fã do Michael Jackson, doida por ser um filme do George Lucas, ou doida por ser uma atração retrô da Disney (aquela coisa de rever algo que você achou que jamais veria de novo). Sério, eu via muita gente fantasiada de Michael Jackson, gente que queria entrar no teatro fazendo moonwalk e outras doideiras.
Eu explicava para as pessoas que perguntavam como era, que era como se Star Wars e o clipe de Thriller tivessem se encontrado hahahah! Mas é aquilo, o filme é antigo e é um tributo, e muita gente entrava lá esperando algo super tecnológico e inovador, e se deparava com o primeiro Filme 3D que a Disney já fez. Acontece né, mas pelo menos você ficou 17 minutos sentado ouvindo música hahahahah. Hoje o Captain EO foi substituído pelo Pixar Short Films.

se eu fosse resumir o Captain EO em duas palavras: brega e incrível.

se eu fosse resumir o Captain EO em duas palavras: brega e incrível.

Eu morei no Vista Way, e minha rotina era bem tranquila. Eu dei muita, mas muita sorte com as minhas roommates (colegas de ape), que eram todas alumni (pessoas que já tinham feito um programa antes) e me deram várias dicas logo no começo! Como elas estavam “escoladas” a gente não passou nenhum perrengue. Das marcas melhores de produtos de limpeza até quais congelados não comprar.

Dei sorte demais também com os meus colegas de trabalho, coordenadores e gerentes. O pessoal era muito família, e me acolheram. Tenho contato com a maioria deles até hoje! Tanto os americanos, quanto os colegas de outras nacionalidades. Não teve uma vez que voltei a Disney depois do meu programa, que não visitei o pessoal que ficou por lá.

Eu normalmente trabalhava as 30 horas mínimas por semana, algo bem comum em Attractions. Se você busca horas extras, suas melhores opções de role são Quick Service e Merchandise. Isso porque o treinamento de Attractions é específico pra cada atração, enquanto Merchandise você consegue mais facilmente pegar horas em qualquer loja do Complexo! Eu fui querendo aproveitar o programa além de trabalhar, e isso foi algo que Attractions me permitiu. Eu entrava sábado, domingo, segunda e terça às 13:15h e saía 19:45. Ou seja, conseguia ter a manhã livre pra lavar roupa, ir ao mercado ou ir curtir em algum parque, e de quebra saía cedo, assistia ao Illuminations e conseguia com tranquilidade chegar em casa, jantar e me arrumar pra ir em alguma festa. De quebra, 2 dias na semana eram folga, quarta e quinta, e na sexta-feira eu só entrava 17h e saía 23:15, porque era o dia de Extra Magic Hours no Epcot e a minha atração fechava mais tarde. Ou seja, eu saía do trabalho terça 19:45 e só voltava sexta 17h! Tinha muito tempo livre e uma agenda dos deuses pra conciliar lazer e trabalho. Mas, novamente, eu dei foi sorte e priorizei realizações pessoais ao dinheiro. Conheço muita gente que tirava um iPhone por semana no salário, e ganhava em uma semana o que eu fazia no mês. Eu só ganhei bem bem meeesmo nas semanas entre o Natal, o Ano Novo e a Maratona.

Lá a gente recebe por semana, o paycheck cai toda quinta-feira. Eu sempre, seeeempre ia pra festa quarta com 2 dólares no cartão, e só quando virava meia noite e o salário caía, que eu começava a beber! hahahahah.

Importante: você só é considerado maior de idade aos 21 anos. Menores de 21 não podem beber por lá, sob risco de serem deportados. São só 2-3 meses, você aguenta. Se você acha que vai ser impossível ficar esse tempo sem beber, sugiro que em vez de se inscrever no programa, procure ajuda clínica, de verdade.

Outra coisa bem bacana: você tem direito às várias vantagens exclusivas de cast members durante o seu programa. Apenas listando as mais bacanas:

– Acesso ilimitado aos parques (algumas datas bloqueadas devido à lotação, por exemplo Magic Kingdom no 25 de Dezembro, mas isso é coisa de 2% do seu programa);
– Ingressos para amigos e familiares (conquistados ao longo do programa, de acordo com as suas horas trabalhadas)
– Desconto na compra de ingressos para amigos e familiares;
– Desconto de até 50% na hospedagem na qual você esteja na reserva, ou 40% se for para terceiros te visitando;
– Desconto de 40% nas mercadorias da Disney por grande parte do seu programa (normalmente de Novembro a Fevereiro, depois cai pra 20%);
– Acesso às lojas de ponta de estoque e produtos danificados (Cast Connection e Property Control), com descontos de até 80%! (Já cheguei a comprar um brinquedo da Spaceship Earth de US$89 por US$14 porque a caixa estava amassada. Apenas. Mas tem bichinhos ótimos sem pilha e muuuito mais coisas);
– Descontos de 20 a 40% em restaurantes Disney;
– Desconto de residente da Florida para comprar passes anuais para os parques da Universal e do Sea World;
– Acesso ao Mickey’s Retreat, um clube exclusivo para os Cast Members, que fica ao lado do Chatham Square.
– Cursos grátis na Disney University, nas áreas de Marketing, Hotelaria e Administração. Mas você pode faze-los independente da sua área de formação!

Essas são algumas das vantagens mais legais! Se você já tiver feito o programa e lembrar de alguma outra vantagem, comenta aqui embaixo! 🙂


Super Greeter

Depois do ICP eu fiz o programa de representação cultural, o International Park Greeter, ou Super Greeter, como ele era chamado anteriormente. Fiquei de Maio a Agosto de 2014 representando o Brasil e fazendo a ponte cultural entre os latino-americanos e os outros cast members da Disney, afim de facilitar e otimizar as visitas não só das famílias, mas também dos grupos de adolescente que visitam o Walt Disney World na alta temporada.

O processo seletivo é feito diretamente com a Disney, e as entrevistas são feitas online. A seleção costuma começar em Outubro, e o resultado final sai até Janeiro. No meu ano eu me inscrevi em Outubro, fiz a entrevista no começo de Novembro e em menos de 1 semana já tinha sido aprovada, foi super super rápido.

Dessa vez eu trabalhei em um Resort, o Port Orleans Riverside. Éramos 7 brasileiros por lá, e o que era mais legal era a quantidade de posições e trabalhos variados que tinhamos por lá. No fim fomos um pouco de tudo: Front-Desk fazendo check in do pessoal que não falava nada de inglês, Concierge auxiliando nas reservas de restaurante e fastpass+, Merchandise monitorando e ajudando os grupos na hora do pagamento, Quick Service ensinando a fazer o pedido ou a utilizar o Disney Dining Plan, ou mesmo organizando as filas em horário de pico, Bell Service recebendo os grupos que chegavam e que partiam… Tínhamos algumas funções de backstage também, como verificar o cronograma dos ônibus para que nenhum grupo ficasse sem transporte para os parques, e nenhuma família que não tinha nada a ver com a bagunça fosse prejudicada também.

eu e meu time de Super Greeters do Port Orleans Riverside em 2014. Ô, saudade!

Aqui existem 2 pré-requisitos principais: ter feito o ICP anteriormente e ter um rehire status positivo. O rehire status é a situação da sua ficha na Disney, o quão “recontratável” você é. Se você faltou muito no trabalho durante o seu programa, se você cometeu muitos erros, se você discutiu com os seus superiores, ou danificou/extraviou seu uniforme, por exemplo, você provavelmente tomou muitos pontos, e a Disney talvez não te recontrate novamente. O legal é que a Disney valoriza também os “pontos positivos”, as coisas que você fez que te destacaram, e isso fica no seu status permanentemente.

sempre que você faz algo além do esperado pra manter a magia Disney, você ganha um Fanatic Card como reconhecimento. Ele entra nos seus registros também!

Existem ainda dois outros programas disponíveis, que também necessitam do ICP como pré-requisito: Hospitality (duração de 6 meses), onde você trabalha como front desk e concierge nos Resorts, e Guest Relations (1 ano), onde você trabalha nos parques e Disney Springs, auxiliando os guests que precisam de assistência com basicamente qualquer coisa que possa acontecer no dia deles. É uma role super importante pra dinâmica dos parques, e uma responsabilidade bem grande, o que faz com que a seleção seja bem mais criteriosa.

Por isso, se você planeja ir já pensando em voltar, faça um ICP exemplar para ter sempre as portas abertas. Lembre-se de que seus pontos vão acumulando, tanto os positivos quanto os negativos, e se você planeja fazer vários programas, precisa andar na linha pra ter um total aceitável.


VALE A PENA?

Se você leu até aqui e ainda está se fazendo essa pergunta, esse programa não é pra você. Já era pra você ter certeza de que SIM, VALE MUITO!!!!

Pra mim foi bem importante ter tido a experiência de trabalhar tanto em um parque quanto em um resort. Definitivamente cada um tem suas vantagens e desvantagens, mas foi possível compreender por completo a dinâmica e funcionamento do Complexo Disney como um todo, e não trocaria isso por nada.

Mesmo se você não trabalha com hotelaria ou administração, esse programa ainda é pra você. Eu mesma sou arquiteta, e todos os empregos que eu consegui desde que fiz o programa foram por causa dessa experiência. É muito perceptível nas entrevistas de seleção e no seu dia-a-dia o quanto tudo isso te influencia positivamente. Eu pelo menos me tornei uma pessoa extremamente pontual, responsável e adquiri um jogo de cintura gigantesco pra falar não, seja pra um chefe, seja pra um cliente.
Aprendi aquela coisa de dar uma notícia ruim sem causar pânico, e tudo nasceu trocando o “Tá quebrada, volta mais tarde” pelo “O Figment é muito danado, fez a maior bagunça aqui dentro, e a atração está temporariamente fechada! Mas aqui do lado tem a atração do Nemo, tenho certeza de que o seu filho também vai adorar! Volta daqui a pouco que  já estamos arrumando tudo, ok? Prometo que o Figment vai se comportar dessa vez!“.

Você pode estar vivendo numa bolha enquanto trabalha lá, mas certamente é uma escola para o mundo real, onde cada situação é um aprendizado que você leva pra vida.

Não tem um dia que eu não lembre com saudades de tudo o que vivi por lá e das pessoas que eu conheci.
Faria tudo mais mil vezes se pudesse!

E sempre que eu pego as coisas do programa, parece que aconteceu ontem.

 


SE INSCREVA AQUI!

 

Aproveite também para fazer parte do grupo do Facebook do programa 2018/2019! Não é uma página oficial, mas é o jeito mais fácil de ficar por dentro do que está acontecendo no processo e de tirar dúvidas com participantes dos anos anteriores:

 

Disney Point é um blog independente, não sendo afiliado ou mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas aqui representam as opiniões da autora, colaboradores e usuários.
Walt Disney World Resort, Universal Orlando Resort, Sea World, Legoland Florida e outras empresas citadas são marcas registradas.