Como o Disney Point contou pra você na semana passada, à partir do dia 16 de outubro de 2018 os ingressos da Disney passarão a ser vendidos de uma forma diferente. No dia 2 de Outubro eu participei do treinamento oficial da Disney para agentes de viagem, onde absolutamente tudo sobre os novos ingressos foi explicado com detalhes. Hoje eu vou explicar pra você como tudo vai ficar, pra que você decida a melhor época de comprar seus ingressos da Disney e quais ingressos comprar. Sem termos técnicos, prometo!

Quais são os tipos de ingresso da Disney?

Para começar, os ingressos que hoje se chamam Magia a Sua Maneira passarão a se chamar simplesmente Ingressos para os parques temáticos Disney. Os tipos de ingresso não mudaram, continuam os 3 atuais:

Básico – Permite que você visite somente 1 parque por dia. Você pode visitar:

  • Magic Kingdom
  • Epcot
  • Hollywood Studios
  • Animal Kingdom

Você pode entrar e sair do parque quantas vezes quiser nesse dia, mas sempre em um mesmo parque.

Hopper – Permite que você visite quantos parques quiser no mesmo dia, pulando de um parque para o outro. Você pode visitar:

  • Magic Kingdom
  • Epcot
  • Hollywood Studios
  • Animal Kingdom

Você pode entrar e sair dos parques quantas vezes quiser nesse dia, e voltar para o mesmo parque ou escolher outro para continuar o passeio.

Hopper Plus – Permite que você visite quantos parques quiser no mesmo dia, pulando de um parque para o outro, e inclui atrações adicionais.

Você pode visitar:

  • Magic Kingdom
  • Epcot
  • Hollywood Studios
  • Animal Kingdom
    + Aquáticos:
  • Typhoon Lagoon
  • Blizzard Beach
    + Atrações:
  • ESPN Wide World of Sports
  • Oak Trail Golf Course
  • Minigolf: Winter Summerland
  • Minigolf: Fantasia Gardens

Você pode entrar e sair dos parques quantas vezes quiser nesse dia, e voltar para o mesmo parque ou escolher outro para continuar o passeio.

Quanto custam os novos ingressos da Disney?

A Disney não liberou nenhum preço no treinamento. Mas, se vai ficar mais caro do que os ingressos atuais? Pode ter certeza! Aqui eu vou te explicar como vai funcionar, mas só saberemos os preços à partir do dia 16, mesmo.

Basicamente, os ingressos serão classificados por temporada. Apesar de ter sido mencionado no treinamento que alguns meses chegam a ter 7 tipos de temporada, não foi especificado quantas temporadas existirão no total, teremos que esperar para saber!

Os preços são definidos pelo primeiro dia de uso, então você precisa definir quando pretende começar a usa-los. Abaixo eu reproduzi um exemplo igual ao do treinamento. Não tem valores, mas dá para ter uma idéia de como vai funcionar. Por exemplo, um ingresso começando no dia 22 de Novembro, custaria $$, enquanto um ingresso começando no dia 23 de Novembro, custaria $$$$. Então vamos ter que usar muita estratégia para comprar os ingressos e conseguir economizar!Disney Point Calendario Novos Ingressos Disney-01-01

Como comprar os ingressos da Disney?

Agora, são 3 passos para comprar seus ingressos da Disney!

  1. Definir qual o tipo de ingresso (Básico, Hopper ou Hopper Plus)
  2. Definir quantos dias de visita você quer (de 1 a 10)
  3. Definir qual a data de início do seu ingresso.

Ao definir tudo isso, você terá o preço final do seu ingresso.

Como funciona para utilizar os ingressos da Disney?

Os ingressos devem ser todos utilizados em uma janela, que abre no seu primeiro dia de uso (aquela data que você definiu no dia que comprou). Para saber quantos dias você tem para usar, você precisa fazer a seguinte conta:

Dias de Ingresso + Dias da Janela (que muda com o tipo de ingresso)

Segue tabela abaixo explicando a validade de acordo com o tipo de ingresso:

Note que ingressos Hopper Plus ganham ainda mais um dia na validade. Então um ingresso de 4 dias, que poderia ser utilizado em uma janela de 7 dias, passa a valer por 8 dias. E assim sucessivamente!

Foi perguntado no treinamento sobre o ingresso de 10 dias, que valeria então 14 dias se fosse Básico e Hopper. Segundo a treinadora, ele passaria a valer 15 dias se fosse o Hopper Plus.

Flex Ticket: não precisa definir as datas

Você poderá também pagar um adicional para acrescentar a modalidade Flex no seu ingresso. Dessa forma seu ingresso não precisa começar em um dia exato, e você passa a ter uma janela de 14 dias de uso, independente da quantidade de dias. Esse ingresso vale sempre até o 31 de Dezembro do ano seguinte (por exemplo, comprando esse ano, valeria até 31/12/2019). Um ingresso básico de 4 dias passaria a valer por 14 dias, por exemplo. Um ingresso de 7 dias Hopper Plus? Também!

Perdi o primeiro dia de uso! E agora?

Vamos pensar no ingresso básico de 4 dias, que vale portanto 7 dias. Se você marcou para utilizar seu ingresso no dia 1 de Novembro, mas não conseguiu ir ao parque, nem tudo está perdido! Basicamente, seu ingresso começando dia 1 de Novembro está válido até o dia 7 de Novembro, conforme a janela de validade. Você deverá então utilizar os 4 dias de ingresso entre os dias 2 e dia 7 de Novembro, e tudo certo.

Note que como você comprou para o dia 1, a sua janela de 7 dias começa no dia 1, mesmo você só indo a primeira vez no dia 2, ok?

Preciso trocar a data da minha viagem. E agora?

Sem problemas! Você poderá alterar sua data de duas formas:

  1. Diretamente com a Disney, no My Disney Experience (aplicativo ou site oficial);
  2. Com a sua agência de viagens (mas nem todas as operadoras oferecerão esse serviço, então talvez você não consiga alterar pela agência, ok? Confira antes de comprar. Nós na Point Viagens ofereceremos a remarcação sim!).

Importante: Se você comprou um ingresso que a data era “$$$” e mudou para uma data “$$$$”, você terá que pagar a diferença de preço para alterar o ingresso. Mas se você mudar para uma data “$$”, não tem reembolso!

Quantas vezes posso alterar a data?

Infinitas! Quantas vezes você quiser.

Passou a data dos meus ingressos e eu não utilizei. E agora?

Tecnicamente falando, seus ingressos estão expirados. Mas foi informado que basta você se dirigir à bilheteria, e você vai conseguir reativar seu ingresso no dia da visita. Claro que você vai pagar a diferença de preço, né? Mas não é como se você tivesse perdido mais de US$400 por pessoa. A parte chata é que você vai perder o direito de marcar os Fastpass+ com antecedência, só vai poder marcar quando reativar no dia da visita. Então use e abuse do sistema de remarcar, para que isso não aconteça!

Comprei o ingresso de 4 dias, mas mudei de idéia, queria de 6. E agora?

Você sempre pode aumentar o seu ingresso. Atualmente só é possível aumenta-lo presencialmente, mas será possível fazer pelo My Disney Experience também. Lembrando que é somente possível aumentar seu ingresso: acrescentar mais dias, ou ir de Básico para Hopper ou Hopper Plus. Não é possível tirar dias, ou ir de Hopper Plus pra Hopper, por exemplo.

Lembrando que você precisa aumentar seu ingresso antes de utilizar o último dia! Se resolver aumentar já dentro do parque, no último dia, você vai ter que comprar um ingresso novo, mesmo, o que fica muito mais caro.

Quero o ingresso de 1 dia para o Magic Kingdom! Como funciona?

Agora a gente não precisa mais definir o parque para o ingresso de 1 dia. Os preços são definidos de 1 a 10 dias, para todos os parques. Basta você comprar um Ingresso Básico de 1 Dia, escolher a data, e ir ao Magic Kingdom nesse dia. Simples assim! E se no dia você resolveu que quer ir ao Epcot no lugar do Magic Kingdom, é só ir ao Epcot e pronto, não precisa falar nada.

Até quando consigo comprar os ingressos com preço antigo?

No site oficial da Disney você consegue comprar os ingressos com preço antigo até o dia 15/10. Na Point Viagens (a agência aqui do Disney Point) você encontra os preços antigos até o dia 24! 😀

Disney Point é um blog independente, não sendo afiliado ou mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas aqui representam as opiniões da autora, colaboradores e usuários.
Walt Disney World Resort, Universal Orlando Resort, Sea World, Legoland Florida e outras empresas citadas são marcas registradas.