disneypoint-post-transporte

Transporte em Orlando

Entenda as principais formas para se locomover em Orlando

Orlando é uma cidade “espalhada”, onde você acaba pegando rodovias e avenidas expressas pra tudo. Se deslocar a pé não é uma opção.

Na verdade, muitos lugares não tem nem calçada própria para que você se desloque a pé. E não só por Orlando como um todo, dentro do Complexo Disney é assim também. Você realmente vai precisar utilizar algum meio.

Basicamente suas opções de deslocamento em Orlando são:

• Aluguel de carro
• Translados particulares
• Translados programados (shuttle)
• Taxi
• Uber / Lyft / Cabify
• Transporte Público

Todas as opções tem vantagens e desvantagens, e você pode combinar quantas formas de deslocamento quiser. Vou falar sobre todas elas aqui para te ajudar a decidir o que vai ser melhor pra você.


Aeroporto – Hotel

O primeiro momento onde você precisará de um transporte é ao chegar em Orlando, para ir do aeroporto ao local onde você estará hospedado pelos próximos dias.

Se você estiver hospedado na Disney, pode ficar despreocupado! Suas férias realmente já começaram e eles pensaram em tudo. A Disney oferece o Magical Express, um translado gratuito para os hotéis. Basta chegar no balcão do Magical Express, apresentar sua reserva e fazer seu check in. Fim! Só isso! Entrou no ônibus, rapidinho você chega. Aqui você vai ouvir pela primeira vez uma frase que ouvirá as férias inteiras: “sit back, relax and enjoy the ride!“, ou “senta, relaxa e curte a viagem!

Chegar em Orlando e já começar a viagem no Magical Express é muito bacana! | (c) Disney
Chegar em Orlando e já começar a viagem no Magical Express é muito bacana! | (c) Disney

 

Alguns hotéis fora da Disney oferecem translado próprio também. Alguns são gratuitos, outros são pagos à parte. Vale se informar com o seu hotel, mas faça isso antes de sair daqui pra não começar a viagem com surpresas negativas.

Se você quiser alugar um carro, diversas locadoras tem loja no Aeroporto de Orlando (ao fazer sua cotação procure a retirada no MCO). Mas reserve antes de sair do Brasil também, porque os preços na hora mudam bastante por conta de imprevistos. Às vezes você se programa financeiramente pra pegar um carro econômico e ao chegar só tem utilitários e minivans, por exemplo.

Caso você não tenha translado gratuito e não queira alugar um carro, dá pra se deslocar a um custo acessível mesmo assim!

Você estará cheio de malas, então eu realmente não recomendo se aventurar pela primeira vez no sistema público de transporte cansado e todo carregado de coisas. O táxi pode até ser uma opção fácil, mas vai sair caro, já que o aeroporto é longe da grande maioria dos hotéis, e o Uber não pega no aeroporto.

Nesse caso eu realmente recomendo um translado particular: um motorista que vai buscar você e a sua família no aeroporto e deixa-los no hotel. Você paga um valor fixo, então mesmo que pegue trânsito ou tenha muitas malas, você não terá surpresas. Ele vai te buscar na hora combinada por vocês e pronto!


As vantagens ao ser um Disney Guest

Se você está hospedado na Disney, você já sabe que tem direito ao translado entre o aeroporto e o hotel gratuitamente, e isso vale pra volta também. Mas as vantagens em termos de transporte não páram por aí!

A Disney oferece translado gratuito pra todas as suas atrações, incluindo até mesmo Disney Springs e ESPN Wide World of Sports. Cada hotel e cada parque temático tem seu transporte exclusivo, então ele não vai parando pelos lugares. Você vai do seu hotel pro parque, do parque pro hotel. Os ônibus passam com bastante frequência e seguem a demanda da temporada. Na baixa temporada eles passam de 15 em 15 minutos, e na alta costumam vir de 5 em 5 minutos nos horários de pico. Eles começam a passar cerca de 1 hora antes dos parques abrirem, e passam até 1 hora depois de fecharem (ou por mais tempo se tiver demanda).

Translado para os parques para os hóspedes da Disney | (c) DVC-rental
Translado para os parques para os hóspedes da Disney | (c) DVC-rental

E o legal é que não são apenas ônibus! Dependendo do seu resort você terá como chegar nos parques também via barco ou monorail!

 

chegar no parque de Monorail é tão legal quanto parece! | (c) Norm Lanier
chegar no parque de Monorail é tão legal quanto parece! | (c) Norm Lanier

Os parques aquáticos não tem ônibus exclusivos, então quando estão abertos acabam dividindo com outras linhas.

Para ir ao Typhoon Lagoon você pegará o ônibus para Disney Springs e, para ir ao Blizzard Beach, para o Animal Kingdom.

E ah, se você estiver hospedado na Disney e quiser alugar um carro, o estacionamento nos hotéis e nos parques para quem é hóspede é gratuito!


Aluguel de carro

O que é | Você aluga e dirige seu próprio carro

Vantagens: independência e flexibilidade
Desvantagens: gastos com estacionamento, seguro, gasolina, pedágio e o fato de precisar dirigir

Alugar seu próprio carro em Orlando te traz uma flexibilidade e independência incomparáveis. Você vai a hora que quiser aonde você quiser. Você combina várias atrações no mesmo dia e consegue se deslocar entre todas facilmente, sem restrições de horários, trajetos e paradas. Saiu do Universal com fome? Pára pra comer antes de ir pro hotel! 🙂

 

O dia que a minha mãe perdeu o medo de dirigir em Orlando e chutou o pau da barraca alugando um Mustang hahahah

Mas nem todo mundo lembra que ao mesmo tempo que você consegue alugar um carro pagando poucos dólares por dia, esse carro vai te trazer gastos que, quando somados, viram um montante considerável. O aluguel do carro nunca dá aquele “US$25 por dia” que chama a atenção quando a gente entra no site da locadora. Você acaba tendo que acrescentar vários outros itens antes mesmo de pegar o carro, como seguro contra roubo, batidas e emergências, além dos opcionais de GPS e Sunpass (tipo um Sem Parar), que são cobrados por dia.

Outra coisa importantíssima a ser considerada é o valor do estacionamento! Os parques cobram:

Disney – US$22
Universal – US$20
Sea World – US$24
Busch Gardens  – US$19
Legoland – US$17

Se você fizer então os 4 parques da Disney, os 2 da Universal, Sea World, Busch Gardens e Legoland, suas contas já deram US$180. E isso só pra deixar o carro parado! Imagina acrescentando Disney Springs, parques aquáticos e as demais atrações de Orlando?!

Não se esqueça também da gasolina, que custa cerca de US$2 por galão (3,78 litros), e dos pedágios, que variam entre US$0,50 e US$1,00.

A liberdade e a flexibilidade tem um preço alto, mas talvez compense no seu caso.

DICA

Você não precisa alugar o carro por toda a viagem. Eu geralmente fico hospedada dentro do Complexo Disney, aproveito os translados gratuitos para os parques do Complexo e eu pego o carro por uns 4 dias, no meio da viagem. Nesses 4 dias aproveito para fazer os parques de fora do Complexo Disney e as famigeradas comprinhas. Tem gente que também gosta de dividir a viagem em 2, ficando metade dos dias dentro da Disney e a outra metade em outro hotel na International Drive, com um carro alugado e ficando mais perto das outras atrações, além de acabar economizando um pouco na diária.

Lembrando que se você estiver hospedado na Disney, os estacionamentos nos hotéis e nos parques são gratuitos.


Translado Particular

O que é |Translado pré-agendado e personalizado

Vantagens: motoristas brasileiros, você não precisa dirigir, custo x benefício bom, pontualidade
Desvantagens: pode ser mais caro do que alugar um carro, horário pré-estabelecido

Nas minhas primeiras viagens à Orlando eu obviamente nem tinha CNH, e minha mãe não se sentia segura com a ideia de dirigir em outro país por causa da sinalização em inglês e das leis diferentes. Então a gente usava bastante os translados particulares. Eu ainda acho uma opção excelente, na verdade. Você consegue personalizar o transporte completamente: que horas sai, de onde sai, pra onde vai, que horas volta, paradas intermediárias, etc. Maior facilidade! Por exemplo, você pode sair do seu hotel às 9 com destino ao Universal Studios, ser pego por volta das 18h no Universal e de lá ir para o Walmart, onde você fica até umas 21h e de lá vai pro hotel. Pronto! Tudo isso a um preço fixo que certamente vai sair mais barato que um táxi. E o melhor é que você não paga por pessoa, e sim por grupos. O preço de 1 a 4 pessoas é o mesmo, de  5 a 8 é outro, e assim por diante.

Além da comodidade e de ser totalmente personalizável, minha operadora parceira em Orlando tem muitos brasileiros na sua frota, o que vai te dar uma segurança maior ao poder combinar tudo em português com o motorista, e de quebra ainda ganhar umas dicas da cidade! 🙂

O ponto ruim é que você combina o horário com antecedência, e se quiser ir embora antes ou depois você vai precisar ligar e pedir essa alteração. E aí tem que torcer pra ser possível encaixar a sua alteração com o cronograma dos outros clientes! Outra coisa, se você pretende usar o translado mais do que 4 vezes na viagem, sairá mais barato alugar um carro.


Translado programado (Shuttle)

O que é | Translado oferecido pelos parques que ficam em cidades próximas a Orlando

Vantagens: você não precisa dirigir e tem baixo custo
Desvantagens: precisa de transporte extra até o ponto de saída e o horario pré estabelecido

Os translados programados tem um custo bastante acessível. O Legoland cobra US$5,00 por pessoa, enquanto o Busch Gardens oferece a viagem gratuitamente. Você não vai precisar dirigir, se preocupar em abastecer o carro, pagar pedágios ou estacionamento!

O shuttle da Legoland tem um custo de US$5,00 por pessoa
O shuttle da Legoland tem um custo de US$5,00 por pessoa

Por outro lado, os inconvenientes podem prejudicar a sua viagem. Os translados programados tem pontos específicos de chegada e de retorno. Isso significa que você vai precisar de um Táxi ou um Uber pra ir do seu hotel até o ponto de saída, então leve isso em consideração nas suas contas. Outra coisa ruim é que os translados tem horários fixos de chegada e de saída. Se você fizer tudo rapidinho porque o parque tá vazio e quiser voltar pra fazer outra coisa, ou se não estiver se sentindo bem, vai ter que ficar lá até o parque fechar e o translado sair. Eu já passei por isso no Busch Gardens. Me deu uma enxaqueca enorme e eu fiquei “morando” numa atração 3D por umas 3 horas antes de ir embora, porque era o lugar mais calmo e escuro. Acho que a funcionária deve ter achado que eu tava amando aquele filme chato hahahah!

O translado para o Busch Gardens pode ser reservado aqui
O translado para o Legoland pode ser comprado aqui


TÁXI

 O que é | exatamente o que você está pensando!

Vantagens: disponibilidade e liberdade
Desvantagens: preço e segurança
 Taxi é taxi em qualquer lugar do mundo. Até aí, ok. Em Orlando você vai encontrar diversas redes de taxi atuando pela cidade. A maioria deles é amarela, inclusive as mais famosas, Yellow Cab e Mears Taxi, mas tem algumas redes que oferecem carros brancos, como a Transtar. Os taxis estão em todos os lugares: porta dos parques, dos shoppings, outlets, supermercados… Então por isso, mesmo que você não tenha como primeira opção o uso do taxi, você talvez acabe utilizando em algum momento ou outro. Por exemplo, teve uma viagem que eu fiz e não aluguei carro. Usei o Uber pra ir do meu hotel ao Walmart. Eu estava sem chip americano de celular, e não consegui chamar um Uber pra voltar. Resultado: taxi, né? A pé eu não tinha como voltar! hahahah
é bem comum ver taxi van por Orlando, fica mais fácil de acomodar toda a sua família e as compras.
é bem comum ver taxi-van por Orlando, fica mais fácil de acomodar toda a sua família e as compras.
Mas apesar da conveniência por não precisar de agendamento e por ter em todos os lugares, o taxi tem 2 problemas: os valores são bem mais altos do que uber (chega a ser o dobro), e são raros os taxistas que são de confiança.
Eles percebem na hora que você é estrangeiro, que tem dinheiro pra gastar nas suas férias e que você não conhece os trajetos. Aí, duas coisas podem acontecer: a primeira é aquela típica volta desnecessária pra levar uns trocados nas suas costas, e a segunda é combinar um preço fixo em vez de deixar rodar o taxímetro e no meio do caminho ele te fala que na verdade vai ser o dobro. E aí você tá aonde? No meio de uma rodovia sem ter nem como falar “então pára que eu vou descer!”.
As minhas dicas pra evitar esse tipo de situação:
• Sempre pegue um taxi de rede (como a Mears, a Yellow Cab ou a Transtar);
• Insista no taxímetro ligado. Pode sair mais caro, mas vai ser o justo. Melhor pagar 30 do que te prometerem 15 e você acabar pagando 50;
• Aproveite a ansiedade pré-viagem pra explorar a área de Orlando no Google Maps, e simule alguns trajetos (por exemplo, Florida Mall – hotel), e repare nos nomes das principais vias.
• Horário de pico é horário de pico em todos os lugares do mundo. Se o taxista te falar que vai fazer um caminho diferente por conta do trânsito e o relógio marcar 3 da tarde, desconfie! hahahah
 

Gorjeta

os taxistas esperam gorjeta. Quando você paga a corrida via cartão aparece a porcentagem pra você escolher o quanto quer deixar de gorjeta, mas caso pague em dinheiro, dê sempre de 10 a 20% de gorjeta. Eu geralmente só arredondo o valor. Se deu US$12, eu deixo US$15, por exemplo.

Simule a sua corrida

Você pode simular o valor do seu taxi em Orlando clicando aqui! (você pode alterar a língua no canto superior direito)

Uber, Lyft e Cabify

O que é | Sistema de transporte privado semelhante ao táxi, mas é na verdade uma “carona remunerada”.

Vantagens: preço e liberdade
Desvantagens: requer internet para solicitar
Eu uso muito o Uber aqui no Brasil e quando vou pra fora. Confio muito no aplicativo e nunca tive nenhum problema. Em Orlando a disponibilidade é enorme, eles já ficam em volta das principais atrações, então você vai esperar ali entre 2 e 10 minutos por um carro.
é só baixar o aplicativo e cadastrar seu cartão de crédito!
é só baixar o aplicativo e cadastrar seu cartão de crédito!

O problema do Uber é que, por ele ser um veículo comum, você não identifica o Uber passando na rua, e precisa chama-lo pelo aplicativo. E o aplicativo só funciona com internet. Usar o 3G da sua linha brasileira é algo totalmente inviável (nunca nunca nunca ative o seu 3G chegando em outro país), e se você está indo ficar poucos dias, não compensa comprar um chip, já que nos parques e nos hotéis você vai ter wifi. Resultado? Sem Uber pra você. Foi o que aconteceu comigo na última viagem que não aluguei um carro: peguei um Uber no hotel via wifi e no Walmart não tinha como pedir outro pra voltar. Voltei com o táxi, que tem ponto por lá. Faz parte, gente.

Quer um chip de celular americano baratinho pra curtir a viagem com mais conforto? Clique aqui!

Simule sua corrida

Aqui que você também pode simular o itinerário e comparar o valor com o taxi, é só clicar aqui.

Transporte Público

O que é | Ônibus público da cidade de Orlando

Vantagens: preço
Desvantagens: muito demorado e normalmente precisa caminhar bastante.
Se você gosta de aventuras, acabou de encontrar uma excelente! hahahahah
Nas minhas primeiras viagens a Orlando, como eu comentei ali em cima, minha mãe não queria dirigir. E logo nos primeiros dias percebemos que táxi não era uma coisa praticável, era mais um plano B, mesmo.
Como duas boas arquitetas e urbanistas que somos, quisemos arriscar o sistema público de transporte, pra ver se funciona e conhecer a cidade pela perspectiva do morador de Orlando, já que raramente um turista acaba optando pelo sistema de transporte público por lá (se você tentar usar, vai entender o porquê hahahah).
E bom, nosso parecer: ô cidade estranha. Os itinerários devem servir muito bem aos cidadãos, porque aos turistas eles não servem de nada. Orlando é uma cidade pequena em área e em população, com apenas 260 mil habitantes, e mesmo assim você só consegue chegar de um ponto turístico ao outro se pegar 2 ônibus pra isso. E ain’t nobody got time for that quando você tem mil coisas pra ver e conhecer na sua viagem!

Basicamente você tem 2 opções de transporte por lá: Lynx e I-Trolley.

Lynx

O Lynx é um sistema de transporte público que abrange a cidade de Orlando como um todo. Aqui no site oficial você consegue simular os trajetos e conhecer todas as linhas.

São diversas modalidades de ticket, mas as 3 que mais vão te interessar são:

1 ride (1 percurso) – US$2,00
1 dia – US$4,50
7 dias – US$16,00

Se você precisar fazer baldeação você não pagará nada por ela, mas precisará falar ao motorista que você vai mudar de ônibus. É bem fácil, só chegar, colocar o dinheiro na máquina, olhar pro motorista e falar “I will need to transfer.” e ele te entrega um bilhete pra você depositar na máquina do outro ônibus, válido por 90 minutos.

Se você tem medo de não saber reconhecer o lugar onde você deve descer, não se preocupa! Todas as paradas tem um nome, e o ônibus tem um aviso sonoro e um visual, igual aos nossos metrôs. Ele vai falar algo tipo “next stop: Florida Mall“. Veja no itinerário que você simulou qual é o nome da sua parada e vai acompanhando. E qualquer coisa mostra um papel para o motorista que ele te avisa também.

e você vai ver Lynx de todas as cores por Orlando!
e você vai ver Lynx de todas as cores por Orlando!

Bom, agora vem a parte chata. O preço é ótimo, nunca vi pessoas mal encaradas nos ônibus e é tudo super tranquilo. Porém… é demorado. Esteja preparado pra isso. Só pra exemplificar, pra ir da Disney até o Universal Studios são cerca de 50 minutos (e envolve uma pernada), e pra ir da Disney ao Florida Mall são cerca de 1h30. De carro você levaria algo em torno de 15 a 20 minutos nesses dois itinerários. E assim, na Disney os ônibus passam em Disney Springs e no Transportation and Ticket Center. Eu não estou contando o tempo do seu hotel até o ponto de ônibus do Lynx, ok? Vá desprendido de tempo e curte o passeio! 🙂

I-Ride-Trolley

O I-Trolley é um sistema público de transporte também, mas que só atende a International Drive. São duas linhas — vermelha e verde. A linha vermelha faz o trajeto norte-sul e passa a cada 20 minutos pelas atrações principais, enquanto a verde faz uma linha paralela parando em outras atrações, e passa a cada 30 minutos.

Para acessar o mapa e conferir as paradas do I-Trolley, clique aqui

Aqui, um detalhe: além do trajeto ser limitado à International Drive, você não consegue comprar passes ao entrar no trolley. É preciso comprar nos pontos de venda (a maioria dos hotéis de rede ou farmácias vendem) ou online com antecedência. Seguem os valores:

3 dias – US$7,00
5 dias -US$9.00
7 dias – US$12.00
14 dias – US$18.00

O uso é contado por dia e não por trajeto. Você pode usar quantas vezes quiser no mesmo dia.

I-Trolley da Green Line
I-Trolley da Green Line

Minha opinião: custo x benefício

Eu pessoalmente sempre prefiro ficar dentro da Disney, por gostar mais dos parques de lá do que dos outros parques de Orlando. Ter acesso fácil e gratuito aos parques Disney é uma vantagem incomparável. E, no meio da viagem, alugo um carro por alguns dias pra curtir as outras atrações de Orlando e fazer minhas comprinhas (bem “inhas” mesmo, com esse dólar). Mas… ficar dentro da Disney pode acabar saindo um pouco mais caro do que ficar fora dela, dependendo da temporada e da tarifa que você conseguir, isso é verdade. Eu comparei os tipos de hospedagem aqui, se você quiser ler.

Por isso, a opção com melhor custo x benefício seria ficar parte da viagem hospedado na Disney sem carro, e no seu último dia de Disney alugar um carro ou mesmo pegar um translado e ir para outro hotel na International-Drive, aproveitando tudo por ali de I-Trolley ou Uber. Só leve em consideração que você vai perder 2 noites na viagem arrumando as suas malas, pois serão 2 checkouts, e você vai perder umas horinhas aí pra trocar de hotel.

Se você já foi pra Orlando e teve que tomar essa decisão sobre transporte, deixa umas dicas pra gente aqui embaixo!